Flexibilização do comércio e mais presentes influenciam o Dia dos Pais no ABC

Mesmo assim, gasto com presente individual será de R$ 118 em média, com queda de 7,5%

Mais pessoas presenteadas e a abertura gradual do comércio vão sustentar ligeira alta na movimentação deste Dia dos Pais de 2020. Levantamento da Universidade Metodista de São Paulo aponta expectativa de giro financeiro no ABC paulista de cerca de R$ 57,1 milhões, contra R$ 51,7 milhões no ano passado. Mesmo assim, o cenário de retração econômica e de queda na renda torna este resultado um dos mais comprometidos desde o início da série, em 2012.  

A Pesquisa de Intenção de Compras (PIC) mostra que o consumidor do Grande ABC deve presentear 1,3 pessoa nesta data, contra 1,1 do ano passado, ou 20% mais. Mas o valor que está disposto a desembolsar é de R$ 118 em média por presente, significando redução de 7,5% em relação a 2019 se descontada a inflação anual de 2,1% acumulada até junho (IPCA/IBGE). Quanto ao gasto planejado (com mais de um presente), deverá ser de R$ 144,80 em média, ou diminuição real de 6,7% sobre 2019.   

“Apesar da queda do preço médio e dos gastos planejados, aqueles que vão presentear alguém o farão para mais pessoas do que no ano passado e isso se explica pela intensidade da população de maior renda, bem como pela tímida melhora na confiança do consumidor. Camadas sociais de menor renda têm sofrido mais com a retração atual”, afirma professor Sandro Maskio, coordenador de estudos do Observatório Econômico da Metodista.  

Mais compras presenciais 

A flexibilização no horário do comércio após as severas restrições com a pandemia do coronavírus vai beneficiar as compras presenciais.  Mesmo com a forte elevação da intenção de compras via internet, preferível por 65,5%, pelo menos 11% dos entrevistados declararam que pretendem realizar compra de presentes presencialmente e gastar mais por isso: há expectativa de R$ 223,50 no gasto médio e de R$ 168,50 por preço na compra física, contra R$ 196,80 e R$ 164,30 nas aquisições virtuais. 

Vestuário, perfumes e cosméticos representam 57% dos presentes a serem escolhidos. Confira aqui o estudo completo. 

Reportar Erros

X