O metodismo - foi um movimento e hoje em dia é uma Igreja - surgiu na Inglaterra do século 18 como fruto da reflexão de um grupo de jovens estudantes. Inconformados com a situação de exclusão socioeconômica de seu país e com os rumos da espiritualidade da Igreja oficial (Anglicana Episcopal) - ostentação e desleixo espiritual - o grupo de amigos, religiosos e bem instruídos, alunos da Universidade de Oxford, começou a questionar a hierarquia eclesiástica na sua atitude de viver voltada para si mesma, sem a capacidade de observar as necessidades dos seres humanos.

Em 1730, surgiu oficialmente o chamado "Clube Santo" João Wesley, seu irmão Carlos, William Morgan e Bob Kirkham começaram a reunir-se em Oxford para estudar juntos, organizando uma pequena sociedade. Esforçavam-se por levar uma vida de estudos e de espiritualidade disciplinada e regularmente se dedicavam a ensinar os órfãos, visitar os presos, cuidar dos pobres e idosos. Ali, eles foram chamados, pela primeira vez, de "metodistas". Esse nome foi decorrente do rigor com que desenvolviam suas práticas de vida e de cristianismo, com muita disciplina e método.

Na realidade, João Wesley não desejou fundar uma nova Igreja ou denominação. Se a força das circunstâncias históricas obrigou o Metodismo a constituir-se finalmente em uma denominação ou Igreja, tal fato sucedeu contra os desejos e propósitos originais do reformador. Wesley sempre considerou a si mesmo como um ministro da Igreja da Inglaterra (Anglicana Episcopal).

O movimento metodista tornou-se forte em poucos anos e migrou para os Estados Unidos. Neste país os metodistas cresceram tanto numericamente, que se tornou necessário, em 1784, constituir uma Igreja, a denominada Igreja Metodista Episcopal.

No Brasil, a Igreja Metodista chegou por meio de missionários em meados do século 19. A força dos metodistas nos Estados Unidos e no Brasil está relacionada ao seu carisma inicial de cuidar das pessoas. O enfoque dado pelos metodistas ao proclamarem a sua fé foi a educação por meio da fundação de Escolas. Daí a implantação, especialmente no Brasil, de Colégios Metodistas (alguns hoje Universidades) simultaneamente à implantação de templos. A Igreja Metodista no Brasil mantém aproximadamente 51 Instituições de Ensino.

Bibliografia: Gênio e Espírito do metodismo Wesleyano, Baéz Camargo; História do Metodismo, Paul Eugene Buyers, Wesley e o povo chamado metodista, Richard Heitzenrater e Doutrinas Metodistas, Rev. Benedicto Natal Quintanilha.

Reportar Erros

X