Aluna da Metodista cria campanha de doação de celulares para alunos

Elaine Santos está no 7° período de Pedagogia EAD e quer ajudar alunos da rede pública sem acesso à internet

Muitos professores da rede pública têm enfrentado o problema diário de ver parte dos alunos ausentes em salas virtuais, desde a quarentena. Para frequentar as aulas, é necessário ter um celular comportando a versão Android 5.1, aparelho ao qual nem todos têm acesso.

Porém, não tem faltado esforços de pessoas e comunidades para diminuir os problemas ocasionados pela falta de celular. É o caso da aluna Elaine Christina de Campos José Santos, do 7° período de Pedagogia EaD da Educação Metodista, que se sensibilizou com a realidade de alunos de escola pública em condições vulneráveis e criou uma campanha ágil para doação de aparelhos celulares sem utilização.

Para doar, basta procurar o professor da rede pública mais próximo do seu bairro e entregar um celular que não esteja sendo utilizado, com a versão Android 5.1.

Dificuldades de aproximação e de acesso à internet

A pandemia de coronavírus tem acentuado problemas de desigualdade social no Brasil, incluindo a falta de acesso a celular e internet aos alunos de escola pública. Segundo dados de pesquisa divulgada em 2019 pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br),  58% dos domicílios no Brasil ainda não contam com computadores e 33% não têm acesso à internet.

A Metodista apoia ações como a da aluna Elaine Christina de Campos José Santos para que o acesso ao ensino virtual chegue ao maior número de alunos da rede pública.  

Reportar Erros

X